9.3.15

Baleia bailarina

Baleia bailarina
desliza nos tecidos finos do mar
lentificando o passar do tempo
na dança lânguida e concisa

arqueia acima
  arqueia abaixo
arqueia acima
  arqueia abaixo

você é corpo e nada mais
com olhinhos que observam
o nada senão o azul
és grande corpo dentre os marinhos
e os da terra também

junto ao gigante sentado na ponta d'areia
aguardo teu espirro de saudação
na luz do ocaso

arqueia acima
  arqueia abaixo
arqueia acima
  arqueia abaixo

baleira bailarina
conte-me o que diz a canção
que propaga nas ondas
e a dança aérea
dos saltos irrompentes

tomo a tua mão e danço
na paz que encontras
nos quilômetros do oceano
de água morna aqui, gelada ali

teu solitário percorrer submarino
trajeta linhas de poesia

Nenhum comentário:

Postar um comentário